Câncer de Mama


O que preciso saber?

O câncer de mama, quando descoberto em suas fases iniciais, apresenta uma taxa de cura acima de 90%. Conseguimos isso através da cirurgia, que pode ou não estar acompanhada de quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia. A seleção dos tratamentos é individual e particular.

Nem toda paciente precisa retirar toda a mama. Sempre que possível, podemos conservar a mama e adicionar a radioterapia. Nas pacientes que precisam retirar a mama, a reconstrução da mama pode ser realizada, muitas vezes na mesma cirurgia. Até a preservação do bico pode ser feita em casos selecionados.

A quimioterapia também não é para todos os casos. Hoje temos ferramentas de análise genética do tumor, para nos auxiliar a discernir quais são os tumores que respondem ou não à quimioterapia.Quando o tumor apresenta receptores hormonais positivos, está indicada a hormonioterapia. Nada mais é do que um remédio por boca por pelo menos 5 anos.

Muito se evoluiu na individualização do tratamento. No início, a crença era oferecer o máximo de tratamento que a paciente conseguisse tolerar. Hoje, acreditamos nas descobertas dos estudos que nos permitem indicar o mínimo que mantenha a mesma eficácia.

Se você está passando por essa situação no momento, tenha confiança de que nada acontece em nossa vida por acaso. Não desperdice tempo procurando culpas no passado, mas invista sua energia no sucesso do presente.Não permita que eventuais percalços do tratamento te impeçam de crescer. Está em suas mãos agigantar-se ou maldizer uma oportunidade que pode te impulsionar a solucionar dilemas deixados para trás pelas tribulações da vida. Decifre-os com a segurança de que o fim da jornada é invariavelmente gratificante. É sempre tempo de aprender.

Dr. Daniel Meirelles Barbalho